Casa com Bossa Menu

Rio de Janeiro|Arte, história e arquitetura

Bom dia! Estou retornando com posts cheios de novidades em arte, decoração e design. E como estamos seguindo o grande evento que está acontecendo no nosso país, as Olimpíadas, eu não poderia deixar de falar sobre o que o Rio de Janeiro, cede deste evento, que tem lugares históricos e projetos incríveis além da sua beleza natural! O Rio ja foi a capital do Brasil, e de lá pra ca acumulou muita história. Selecionei alguns museus e lugares incríveis para visitar. MAM – Museu de arte Moderna do Rio... Leia mais

Bom dia!

Estou retornando com posts cheios de novidades em arte, decoração e design.

E como estamos seguindo o grande evento que está acontecendo no nosso país, as Olimpíadas, eu não poderia deixar de falar sobre o que o Rio de Janeiro, cede deste evento, que tem lugares históricos e projetos incríveis além da sua beleza natural!

O Rio ja foi a capital do Brasil, e de lá pra ca acumulou muita história.

Selecionei alguns museus e lugares incríveis para visitar.

MAM – Museu de arte Moderna do Rio

Em 1948 O Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro nasce oficialmente como entidade civil. Instalado provisoriamente em uma das salas do Banco Boavista.

Assinam a ata inaugural do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, tendo como Presidente Raymundo de Castro Maya e Presidente de Honra Gustavo Capanema. O pós-guerra favorece a aquisição de obras de artistas europeus para o Museu, tais como Pablo Picasso, Wassily Kandinsky e Paul Klee.

Em 1953 O projeto da sede do MAM RJ é elaborado por Reidy e o paisagismo por Roberto Burle Marx, e desde então todas as exposições são feitas no prédio novo. Nos próximos anos foi construído o bloco escola, que passa a ser a sede. Em 1967 fica pronto o bloco de exposições, inaugurado com uma retrospectiva de Lasar Segall.

Em meados de 70 o bloco exposições passa por um incêndio, e várias obras são perdidas. O bloco é restaurado e recebe várias exposições de artistas importantes.

Em 1993, Gilberto Chateaubriand, um dos maiores colecionadores de arte moderna e contemporânea do País, deposita em regime de comodato sua coleção de cerca de 4000 obras no Museu de Arte Moderna.

A partir desse ano o museu faz muitas exposições, recebe obras super importantes, e até hoje tem como missão difundir a produção moderna e contemporânea, nacional e internacional, não só no Rio de Janeiro como em todo o Brasil e no exterior, através de exposições de sua coleção, publicações e empréstimos de obras, além de formar, manter e preservar a coleção de obras de arte moderna e contemporânea.

 

casa_com_bossa_rio6

casa_com_bossa_rio1

casa_com_bossa_rio4

MAC – Museu de Arte Contemporânea

Localizado na cidade de Niterói, Rio de Janeiro, e inaugurado no dia 2 de setembro de 1996.

Projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer, o MAC tornou-se um dos cartões-postais de Niterói.  A maioria das obras pertencem à arte contemporânea, todas a época do século XX. Apresenta desde artes abstratas até obras retratando a ilusão da Monarquia Brasileira. O museu possui um acervo de 1.217 obras da Coleção João Sattamini. Um conjunto reunido desde a década de 1950 pelo colecionador João Sattamini, constituindo a segunda maior coleção de arte contemporânea do Brasil.

casa_com_bossa_rio10

casa_com_bossa_rio23

casa_com_bossa_rio21

Mirante da Boa Viagem, s/nº – Boa Viagem, Niterói – RJ, 24210-390

Museu do Amanhã

Inauguração, 17 de dezembro de 2015

O projeto arquitetônico é assinado pelo catalão Santiago Calatrava, que elaborou um edifício futurístico, inspirado na imagem das bromélias que viu quando fazia sua pesquisa de campo no Rio.

A obra capta água do fundo da baía de Guanabara para fazer toda a refrigeração, circulando pelo edifício e devolvida filtrada ao meio ambiente; e tem abas laterais móveis para que os painéis de energia solar captem a maior quantidade possível ao longo do dia.

O museu é uma das principais âncoras do Porto Maravilha, o projeto de revitalização da região portuária do Rio, e é uma parceria da prefeitura do Rio e da Fundação Roberto Marinho, também responsável pelo Museu de Arte do Rio (MAR) e do Museu da Imagem e do Som (MIS).

casa_com_bossa_rio9

casa_com_bossa_rio7

Museu do amanhã Nome da imagem – Ano/mês/dia + arquivo + .NEF (vide nome da foto - EX: 20120405-DSC_0001.NEF) - Brasil – RJ - Rio de Janeiro - LOCAL - Museu do amanhã – Pier da Praça Mauá – Obras do Consórcio Porto Rio – Material produzido por câmera time-lapse Huoliver Fotografia - Câmera instalada no prédio do Colégio São Bento - Créditos – Sérgio Huoliver/Porto Rio

Museu do amanhã

 Praça Mauá, 1 – Centro, Rio de Janeiro – RJ, 20081-262

MAR – Museu de Arte do Rio

Inaugurado 1 de março de 2013.

Localizado no centro do Rio de Janeiro, o museu ocupa dois edifícios na praça Mauá, entre o Centro e a Zona Portuária. Um dos prédios é o Palacete Dom João VI, construído em estilo eclético. Foi dedicado às salas de exposição, o “Pavilhão de Exposições”, aproveitando-se o pé-direito alto e a estrutura livre de seus salões. O outro, adjacente ao palácio, era utilizado pelo terminal rodoviário Mariano Procópio antes de ser integrado ao museu, a “Escola do Olhar”, além de abrigar a administração e outros departamentos.

Os dois prédios somados, ligados por uma passarela suspensa, a “cobertura fluída”, ocupam uma área total de 2.300m2 e uma área construída de 11.240 m².

O museu foi premiado com o título de melhor construção de 2013, na categoria museu, pelo voto popular do maior prêmio internacional de arquitetura do mundo, o Architizer A+ Awards. O MAR concorreu com os museus Heydar Aliyev Center (Azerbaijão), New Rijksmuseum (Holanda), Zhujiajiao Museum of Humanities & Arts (China) e com o Danish Maritime Museum (Dinamarca).

casa_com_bossa_rio8

casa_com_bossa_rio3

casa_com_bossa_rio

Praça Mauá, 5, Centro. CEP 20081-240 – Rio de Janeiro/RJ.

(21) 3031 2741

Jardim Botânico

13 de junho de 1808 (208)

É um instituto de pesquisa e jardim botânico localizado no bairro do Jardim Botânico.

Uma das mais belas e bem preservadas áreas verdes da cidade, é um exemplo da diversidade da flora brasileira e estrangeira. Nele podem ser observadas cerca de 6 500 espécies (algumas ameaçadas de extinção), distribuídas por uma área de 54 hectares, ao ar livre e em estufas.

A instituição abriga, ainda, monumentos de valor histórico, artístico e arqueológico e a mais completa biblioteca do país especializada em botânica, com mais de 32 000 volumes e o maior herbário do Brasil, com cerca de 650 mil amostras desidratadas completamente informatizadas e disponíveis para o público na página da instituição.

É responsável pela coordenação da Lista de Espécies da Flora do Brasil e pela avaliação de risco de extinção destas espécies.

Um lugar maravilhoso!

casa_com_bossa_rio18

casa_com_bossa_rio11

casa_com_bossa_rio17

casa_com_bossa_rio22

casa_com_bossa_rio20

envie seu comentário

artePelo mundoSem categoriaViagens

Vida a dois | E o casamento depois dos filhos?

O pensamento mais controverso que pode existir nesse mundo é: “Filho segura casamento!”. Pelo amor de Deus, quem falou isso com certeza não tem filhos e nem um pingo de noção do malabarismo que é viver um casamento com tanta atenção que uma criança demanda! Porém, minha mãe muito sábia e vivida que é, me disse algo que eu nunca esqueci: “Case com alguém que você ADMIRE e AME conversar, porque um dia a paixão vai acabar, mas a conversa e a admiração farão vocês se amarem e terem... Leia mais

O pensamento mais controverso que pode existir nesse mundo é: “Filho segura casamento!”. Pelo amor de Deus, quem falou isso com certeza não tem filhos e nem um pingo de noção do malabarismo que é viver um casamento com tanta atenção que uma criança demanda!

Porém, minha mãe muito sábia e vivida que é, me disse algo que eu nunca esqueci: “Case com alguém que você ADMIRE e AME conversar, porque um dia a paixão vai acabar, mas a conversa e a admiração farão vocês se amarem e terem vontade de estar sempre juntos!

E hoje, com minha pequena vida de 8 anos de casada sinto que é bem isso. Se hoje, com os meninos, eu fosse casada com alguém que o papo não me interessasse e/ou quem eu não admirasse, com toda a certeza, eu não estaria mais casada! É através das conversas com ele que o meu coração acalma, que os problemas ficam pequenos e os sonhos se encontram.

Lembrando um pouco dos tempos de namoro e de recém-casados, penso logo na tranquilidade que tínhamos para sair, ir ao cinema, conversar muito, namorar bastante e passar o fim de semana jogados no sofá tranquilos, só descansando da semana, e juntando forças para a próxima que viria. A convivência e proximidade eram muito fortes.

Daí, quando aquele bebezinho nasce, as coisas mudam da água para o vinho rapidamente. Arrisco até a dizer que para a proximidade e convivência do casal chega a ser algo devastador . Eu praticamente não consigo sentar. Assistir a um filme em casa com o meu marido é uma missão impossível com tantas coisas para fazer com as crianças. O diálogo do casal acaba diminuindo e sendo interrompido milhões de vezes. E o descanso… o que é descanso mesmo?

Ai eu penso: e o casamento? E a proximidade deliciosa que tínhamos antes das crianças? Eu vou falar com toda a sinceridade: morro de saudades de estar com ele no sofá, deitar em seu colo e conversar por horas. Essa história de ser cuidada me faz falta, principalmente, porque cuidamos e nos preocupamos com os filhos o dia todo.

A sensação que eu tenho é que depois de termos filhos, realmente, temos que fazer uma força grande para continuarmos conectadas e de mãos dadas com o nosso parceiro. Acredito que para viver bem um casamento após a chegada dos filhos não basta só amar. AMAR é muito, mas já não o suficiente nesse momento! É preciso empenho dos dois lados e olhar o outro mesmo em um dia difícil com as crianças ou no trabalho. Sei bem que tem dias que não temos vontade de nada… nem de olhar, nem de conversa e muito menos de sexo! Sexo? O que é sexo mesmo?

Vamos largar de hipocrisia: o sexo depois de algum tempo de casados e PRINCIPALMENTE depois dos filhos diminui… não dá vontade de transar todos os dias como nos tempos de namoro. E nem precisa ser assim, afinal, estamos vivendo uma outra fase da vida. Mas nos momentos que acontecerem, se vocês estiverem realmente conectados, será especial!

E essa conexão, como acontece? Na minha opinião, realmente não existe um segredo mágico para isso. A conexão se faz através de pequenos gestos e da conversa do dia a dia. E se isso não existir, como vai rolar sexo?  Lógico que viajar a dois, arranjar alguma maneira para poderem dar uma volta, irem ao cinema, ou mesmo se não der, por mais cansados que estejam, em algum dia da semana, ficarem acordados até mais tarde mesmo que em casa, assistindo a um filme, namorando ou fazendo algo gostoso para comerem também ajuda muito.

Mas o que eu vejo muito (e que eu já fiz) são mulheres que acabam se apropriando de todas as funções com as crianças e inconscientemente (ou conscientemente também) terem mágoa e até raiva dos maridos por eles não participarem dos cuidados e afazeres dos filhos. E é esse o princípio do fim! Com isso os casais vão se afastando, a mulher só reclama, se queixa, e o homem mesmo que queira, não consegue mais lidar com as questões da criança, já que a mulher dominou todas as funções. O problema é que na maioria das vezes a mulher pensa que se não cumprir com todas as funções com as crianças não é uma boa mãe. Ai então, não deixa o parceiro participar. Nesse momento, o romantismo já foi embora, as conversas se limitam as necessidades da casa e das crianças, e o sexo não existe mais.

Caramba… é é isso mesmo! Totalmente isso! Por isso se aproprie do que você consegue carregar e, quando estiver difícil, saiba falar… É super importante para os pais saberem que conseguem cuidar dos filhos e que são essenciais.

Hoje em dia as pessoas estão muito imediatistas! Sou total a favor do: está infeliz? Separa. Claro, não dá para viver infeliz. Entretanto, as pessoas estão muito egoístas e não conseguem mais olhar o outro e abrir mão de algumas coisas. Lógicamente com filhos, tudo toma proporções maiores fazendo com que aconteçam muitas separações. Por isso, acho que antes de decidir pela separação, o casal deve empenhar-se com todas as forças para que dê certo. Porque a real é mesmo essa:o casamento não é assim um mar de rosas, mas o amor ah…o amor junto com o empenho e parceria do casal supera tudo!

casa-com-bossa_Vida-a-dois-E-o-casamento-depois-dos-filhos

 

envie seu comentário

RelacionamentoVida a dois

O Tempo e a Tecnologia

Tenho reparado muito como nós mulheres, principalmente as mães, vivemos uma vida louca nesses tempos de infinitas possibilidades e muita tecnologia. A sensação é que existe uma sobrecarga de afazeres desde a hora que acordamos até a hora que vamos deitar. Estamos vivendo como se nosso tempo por aqui nunca fosse acabar. É uma correria maluca e parece que sempre estamos devendo algo para alguém não é mesmo? No início eu achava que toda essa tecnologia só nos ajudaria a economizar tempo e dinheiro e que seria ótimo nos... Leia mais

Tenho reparado muito como nós mulheres, principalmente as mães, vivemos uma vida louca nesses tempos de infinitas possibilidades e muita tecnologia. A sensação é que existe uma sobrecarga de afazeres desde a hora que acordamos até a hora que vamos deitar.

Estamos vivendo como se nosso tempo por aqui nunca fosse acabar. É uma correria maluca e parece que sempre estamos devendo algo para alguém não é mesmo?

No início eu achava que toda essa tecnologia só nos ajudaria a economizar tempo e dinheiro e que seria ótimo nos aproximar, mesmo que virtualmente, de pessoas que não fazem mais parte do nosso dia a dia. Hoje eu vejo que sim, claro, existem muitas vantagens, mas por outro lado tenho impressão que esse mundo high tech está nos devorando. Tenho me assustado muito porque a verdade é que temos que dar conta de tudo e o celular não para: E-mails,  Mensagens no whatsup, Redes Sociais, nossa é coisa demais! Queremos que o nosso tempo seja cada vez maior para conseguirmos fazer tudo, quando na realidade os nossos dias continuam tendo as mesmas 24 horas que sempre tiveram.

E nessa história, com toda a certeza, as mulheres são as mais prejudicadas! Por que? Simples, porque além dos filhos, da casa, do trabalho, do marido, do livro, do lazer, que já são pontos super conhecidos há décadas, ainda temos que dar conta da tal da tecnologia que demanda muito tempo! Então, acabamos apertando inúmeras atividades no nosso pequeno dia, corremos pra lá e pra cá para que  no finzinho do dia, com muita força, sobre alguns minutos para fazermos algo que gostamos. Alguns minutos? Como assim?

Penso que essa vida acelerada demais que estamos levando é um verdadeiro equívoco. Não dá para viver assim, é praticamente uma tortura lutar para termos tempo para nós mesmas. Em função disso comecei a pensar em algo que tem me ajudado muito a lidar com tantos afazeres que é o seguinte: menos é mais ! Muito mais no que diz respeito a qualidade de vida! Não dá para ficarmos completamente malucas cuidando das crianças, de todo o resto e ainda por cima respondendo e-mails, mensagens quando na verdade devemos parar, olhar em volta e tentarmos capturar o que realmente achamos importante, porque se deixarmos a tecnologia dominar, até o que é importante ficará de lado, e isso é assustador!

Por isso o conselho é identificar tudo o que incomoda, e chamar tudo isso  de “problema” para que possa ser resolvido da melhor maneira e assim melhorar sua qualidade de vida!

E olha, não estou dizendo aqui que temos que abandonar a tecnologia e o trabalho para viver bem. Acho que o que precisamos é sermos mais seletivos, objetivos, e gastarmos menos tempo com o que não tem grande relevância, ou com o que não gostamos de fazer Ex: Supermercado, para quem não gosta, é muito ruim ter que ir mais de uma vez por semana . Dessa maneira a melhor dica é organizar tudo. Veja o que está faltando e conte que só voltará para fazer compras em uma semana. Outro Ex: Tecnologia, se você acha que ela está te engolindo, esqueça o celular em momentos que você quer focar no que ama. A reunião familiar acaba sendo no período da noite, por isso nesse período é importante que o foco seja a família e a convivência. Concorda que não tem problema algum responder os e-mails e as mensagens no outro dia. Entendem do que eu estou falando? É dessa afobação e imediatismo que a tecnologia tem causado em nossas vidas! Vamos tentar ficar só com o que tem de bom nela?

O fato é que precisamos tomar as rédeas do nosso tempo e entender a realidade que ele traz, não dá para vivermos como se ele não tivesse fim. Tentar aumentá-lo é uma ilusão e um erro porque o que devemos fazer é respeitá-lo e viver de verdade cada momento focando no que realmente importa! Vamos valorizar nosso tempo buscando caminhos para que possamos aproveitar e viver verdadeiramente várias áreas da nossa vida com a tão sonhada qualidade de vida!

envie seu comentário

Only GirlsVida a dois