Casa com Bossa Menu

Arte e arquitetura - Mondrian Inspira

Bom dia! A arte e arquitetura sempre estiveram muito ligadas, uma influência a outra, e pensando nisso, um dos artistas holandeses mais importantes estará com sua exposição aqui No Brasil em São Paulo, e achei que seria muito interessante mostrar sua influência na decoração! Pieter Cornelis Mondrian – pintor modernistas holandeses que nasceu em Amesrfoort, Holanda, em 7 de março de 1872 e faleceu em Nova Iorque, no dia 1 de fevereiro de 1944 e fundou a corrente artística conhecida como “Neoplasticismo”. Esse  movimento se organiza em torno da necessidade... Leia mais

Bom dia!

A arte e arquitetura sempre estiveram muito ligadas, uma influência a outra, e pensando nisso, um dos artistas holandeses mais importantes estará com sua exposição aqui No Brasil em São Paulo, e achei que seria muito interessante mostrar sua influência na decoração!

Pieter Cornelis Mondrian – pintor modernistas holandeses que nasceu em Amesrfoort, Holanda, em 7 de março de 1872 e faleceu em Nova Iorque, no dia 1 de fevereiro de 1944 e fundou a corrente artística conhecida como “Neoplasticismo”.

casa-com-bossa_mondrian-Inspira-design_imagem-19

Esse  movimento se organiza em torno da necessidade de “clareza, certeza e ordem” e tem como principal propósito encontrar uma nova forma de expressão composta a partir de elementos mínimos: a linha reta, o retângulo e as cores primárias – azul, vermelho e amarelo -, além do preto, branco e cinza.

casa_com_bossa_mondrian1

 

Os elementos usados por Mondrian são vistos com bastante recorrência nas decorações mais modernas, são elementos tendências para compor um ambiente cheio de estilo com ares renovados.

Quero dividir com vocês algumas coisas legais que achei e que espero que inspirem quem gosta de arte ou gosta das obras desse pintor que com um estilo bem simples e cru conseguiu encantar o mundo.

Decoração de interiores

casa-com-bossa_mondrian-Inspira-design_imagem-15

casa_com_bossa_mondrian12

casa_com_bossa_mondrian10

casa-com-bossa_mondrian-Inspira-design_imagem-7

casa-com-bossa_mondrian-Inspira-design_imagem-18

Mobiliário

casa_com_bossa_mondrian11

casa-com-bossa_mondrian-Inspira-design_imagem-3

casa_com_bossa_mondrian7

casa_com_bossa_mondrian14

casa_com_bossa_mondrian2

Objetos de decoração

casa_com_bossa_mondrian casa-com-bossa_mondrian-Inspira-design_imagem-16

A exposição sobre Mondrian abre nesta segunda-feira (25), no CCBB-SP (Centro Cultural Banco do Brasil). “Mondrian e o Movimento de Stijl” conta com 70 obras do movimento holandês De Stijl, sendo 30 delas de Mondrian. Em cartaz até abril, a mostra terá pinturas, móveis, maquetes, desenhos e, é claro, áreas interativas.

2 comentários

Arquitetos e designersPelo mundoSem categoria

Lina Bo Bardi | A transformadora da arquitetura no Brasil

Feliz 2016!!! Vamos começar o ano falando de uma das arquitetas mais renomadas e conhecida por seus grandiosos projetos no Brasil, seus traços modernistas influênciam arquitetos até hoje. LINA BO BARDI – arquiteta modernista, nascida na Italia 5 de dezembro de 1914, graduou-se na Itália na década de 1930. Lina Bo Bardi Casa-se com o jornalista Pietro Maria Bardi em 1946 e neste ano, em parte devido aos traumas da guerra e à sensação de destruição, parte para o Brasil, país que acolherá como lar e onde passará o resto... Leia mais

Feliz 2016!!!

Vamos começar o ano falando de uma das arquitetas mais renomadas e conhecida por seus grandiosos projetos no Brasil, seus traços modernistas influênciam arquitetos até hoje.

LINA BO BARDI – arquiteta modernista, nascida na Italia 5 de dezembro de 1914, graduou-se na Itália na década de 1930.

Lina Bo Bardi

Casa-se com o jornalista Pietro Maria Bardi em 1946 e neste ano, em parte devido aos traumas da guerra e à sensação de destruição, parte para o Brasil, país que acolherá como lar e onde passará o resto da vida (em 1951 naturaliza-se brasileira).

Instala-se em São Paulo, projetando e construindo, mais tarde, uma casa no bairro do Morumbi, a Casa de Vidro.

casa_com_bossa_linabobardi3

Casa de vidro – São Paulo

casa_com_bossa_linabobardi2

interior da Casa de vidro – São Paulo

casa_com_bossa_linabobardi6

interior da Casa de vidro – São Paulo
No Brasil, Lina encontra uma nova potência para suas idéias. Existe, para a arquiteta, uma possibilidade de concretização das idéias propostas pela arquitetura moderna, num país com uma cultura recente, em formação, diferente do pensamento europeu.

Lina desenvolve uma imensa admiração pela cultura sendo esta uma das principais influências de seu trabalho, a sintonia com o processo de industrialização e a interação entre o moderno e o popular

Logo, passou a se dedicar ao design de móveis. Enquanto projetava as instalações do Masp, Lina criou a primeira cadeira moderna do Brasil – uma peça dobrável de madeira e couro para o auditório. Na sequência, fez esboços da Bowl Chair.

casa_com_bossa_linabobardi12

MASP – São Paulo

casa_com_bossa_linabobardi10

Projetos de mobiliários

O Instituto Lina Bo e P.M. Bardi lança no ano passado na Europa, em parceria com a empresa de design italiana Arper, uma edição limitada das cadeiras Bowl Chair, desenhadas por Lina Bo Bardi e que nunca haviam sido produzidas em larga escala. A cadeira tem um formato sintético, uma meia esfera e pontos de apoio muito simples, e foi feita em diversas cores. Serão fabricadas 500 peças e comercializadas em vários países por 4.200 euros.

casa_com_bossa_linabobardi18

Bowl Chair – projeto de 1951

 

casa_com_bossa_linabobardi11 casa_com_bossa_linabobardi8

Bowl Chair – edição limitada 2015.

No final da década de 1970 executou uma das obras mais paradigmáticas, o SESC Pompeia, que se tornou uma forte referência para a história da arquitetura na segunda metade do século XX.

casa_com_bossa_linabobardi

SESC – São Paulo

casa_com_bossa_linabobardi5

SESC – São Paulo

Esteve em Salvador ainda na década de 80, período de redemocratização do país, quando elaborou projetos de restauração no centro histórico de Salvador, reconhecido pela UNESCO como Patrimônio da Humanidade. O Museu de Arte Moderna restaurado na década de 60 pelo Governo do Estado da Bahia, com projeto de Lina Bo Bardi. As características principais dessa obra são a conservação do patrimônio e a valorização das correntes populares através de intervenções autênticas. Dentre essas intervenções, podemos destacar a escada central, feita em madeira, como um ponto de união entre o “antigo” e o “moderno”.

casa_com_bossa_linabobardi13

Museu de Arte Moderna, em Salvador

casa_com_bossa_linabobardi9

Escada de madeira, Museu de Arte Moderna, em Salvador

casa_com_bossa_linabobardi15

Pilares de concreto, na Casa da Misericórdia, em Salvador.

Lina manteve intensa produção cultural até o fim da vida, em 1992. Faleceu, porém, realizando o antigo sonho de morrer trabalhando, deixando inacabado o projeto de reforma da Prefeitura de São Paulo.

 

 

 

envie seu comentário

Arquitetos e designersSem categoria

Os clássicos nunca saem de moda!

Bom dia! Como amo madeira e design, escolhi três designers que, transformaram o design Brasileiro em design industrial e o tornaram conhecido mundialmente. Sérgio Rodrigues, Joaquim Tenreiro e José Zanine Caldas. Escolhi alguns projetos que utilizaram as peças de mobiliário desses três ícones do design! Sérgio Rodrigues Teve o auge da sua carreira nos anos 50 e 60. Trabalhou com design de móveis de acordo com o modernismo no Brasil, trazendo a identidade brasileira para seus projetos tanto nos desenhos, quanto nos materiais tradicionais – couro, palhinha e madeira – exaltando... Leia mais

Bom dia!

Como amo madeira e design, escolhi três designers que, transformaram o design Brasileiro em design industrial e o tornaram conhecido mundialmente.

Sérgio Rodrigues, Joaquim Tenreiro e José Zanine Caldas.

Escolhi alguns projetos que utilizaram as peças de mobiliário desses três ícones do design!

Sérgio Rodrigues

Teve o auge da sua carreira nos anos 50 e 60. Trabalhou com design de móveis de acordo com o modernismo no Brasil, trazendo a identidade brasileira para seus projetos tanto nos desenhos, quanto nos materiais tradicionais – couro, palhinha e madeira – exaltando a cultura brasileira e indígena.

casa_com_bossa_rodrigues1

Seu trabalho mais famoso é a poltrona mole de 1957, feita em couro e madeira com inovações de encaixe e estofado que inspiram produtos até hoje. Atualmente, a poltrona Mole integra o acervo do Museu de Arte Moderna (Nova Iorque), (MoMA).

Projetos com móveis de Sérgio Rodrigues

casa_com_bossa_Rodrigues11 casa_com_bossa_Rodrigues6 casa_com_bossa_Rodrigues10casa_com_bossa_Rodrigues12 casa_com_bossa_Rodrigues7

casa_com_bossa_Rodrigues4 casa_com_bossa_Rodrigues2 casa_com_bossa_Rodrigues5

casa_com_bossa_Rodrigues8 casa_com_bossa_Rodrigues3 casa_com_bossa_Rodrigues9

Joaquim Tenreiro

Português que veio para o Brasil ainda novo, onde exerceu a profissão de marceneiro, herdada da família, e depois a de projetista de móveis, em diversas empresas no Rio de Janeiro, como Laubisch & Hirth.

casa_com_bossa_tenreiro12

Em 1942, projetou seu primeiro móvel moderno, para uma residência de Francisco Inácio Peixoto, dando uma nova visão moderna ao mobiliário.

Nas décadas de 1950 e 1960, desenhou mobiliário e painéis em madeira, acompanhando o progresso da arquitetura moderna, para diversas instituições, como o Itamarati e o SENAI.

casa_com_bossa_tenreiro10 casa_com_bossa_tenreiro5 casa_com_bossa_tenreiro4 casa_com_bossa_tenreiro1casa_com_bossa_tenreiro2

No final da década de 60 resolveu encerrar a empresa e dedicar-se às artes, principalmente a escultura em madeira.

Projetos com mobiliários de Tenreiro

casa_com_bossa_tenreiro13 casa_com_bossa_tenreiro11 casa_com_bossa_tenreiro9 casa_com_bossa_tenreiro8 casa_com_bossa_tenreiro7 casa_com_bossa_tenreiro14 casa_com_bossa_tenreiro6

José Zanine Caldas

casa-com-bossa_os-classicos-nunca-saem-de-moda_zanine

Baiano, de Belmonte, Zanine desde criança era apaixonado por obras e serrarias. Filho de um médico, com 13 anos ele começou a fazer presépios de Natal para os vizinhos usando caixas de seringa do pai, feitas de papelão. Mais tarde, fez aulas de desenho com um professor particular e, aos dezoito anos, foi para São Paulo, trabalhar como desenhista numa construtora.

 

Foi um paisagista, maquinista, escultor, moveleiro e arquiteto autodidata, além de também atuar como professor no Brasil e no exterior. Por seu talento incomum foi reconhecido como Mestre da Madeira. Seu trabalho promoveu a integração do artesanato tradicional brasileiro e do modernismo de forma singular.

Dois anos depois abriu firma própria no Rio de Janeiro para construção de maquetes. Da oficina de Zanine saíam os protótipos de projetos assinados por nomes como Lúcio Costa, Oswaldo Arthur Bratke e Oscar Niemeyer.

Em 1980, fundou o Centro de Desenvolvimento das Aplicações da Madeira (DAM), no Rio de Janeiro ,um núcleo de estímulo à pesquisa sobre o uso das madeiras brasileiras na construção civil. Seu principal objetivo era evitar a crescente destruição das florestas no país.

 

casa_com_bossa_zanine14casa_com_bossa_zanine13

casa_com_bossa_Zanine5

No final da década de 80, seu trabalho foi exposto no Museu do Louvre, em Paris, trazendo-lhe o reconhecimento internacional. No mesmo período, deu aulas na escola de arquitetura de Grenoble

Projetos com mobiliário de Zanine

casa_com_bossa_Zanine11 casa_com_bossa_Zanine9 casa_com_bossa_Zanine10 casa_com_bossa_Zanine12

envie seu comentário

Arquitetos e designersVitrine